LCA vale mesmo a pena? – Veja como funciona e mais informações!

O investimento em LCA está sendo muito comum atualmente por pessoas que estão em busca de um investimento rentável e seguro, mas será que o LCA vale mesmo a pena? É isso que iremos falar a seguir.

Se você deseja saber tudo sobre a Letra de Crédito do Agronegócio, esse artigo é para você, confira!

O que é e como funciona LCA?

A Letra de Crédito do Agronegócio, também conhecida como LCA, consiste em um título emitido por bancos a fim de manter o agronegócio no país. Quando a pessoa investe nesse título o banco dá a ela uma taxa de rentabilidade sobre o valor investido.

Ao fazer a aplicação é possível que a pessoa opte por três modalidades de LCA, que é o LCA prefixado, pós-fixado ou misto.

Confira abaixo a diferença entre eles.

  • Prefixado: O LCA prefixado consiste em um investimento no qual o investidor já saberá desde o momento da aplicação qual é o valor que ele irá receber, independente das variações do mercado.
  • Pós-fixado: Nesse tipo de aplicação o investidor irá ter um rendimento que irá variar conforme a taxa que será utilizada no momento da aplicação. Geralmente é comum que no pós-fixado seja usado a taxa SELIC ou CDI para fazer o cálculo da rentabilidade.
  • Misto: No LCA misto a pessoa irá ter os dois tipos de rentabilidade mencionados acima, ou seja, ela terá uma parte fixa e outra variável.

O que rende mais LCI ou LCA? Qual a diferença entre os dois?

Além do LCA, outro tipo de investimento muito comum é o LCI, Letras de Crédito Imobiliário, que também é um tipo de investimento de renda fixa, mas cujo valor do título vai para o mercado imobiliário.

Tanto o LCI como o LCA possuem ótimas taxas de rentabilidade, no entanto, a rentabilidade do LCI pode ser ainda melhor do que a do LCA, a depender da taxa de cada instituição e do prazo de aplicação.

Para fazer uma escolha mais assertiva entre LCI e LCA o ideal é conhecer o seu perfil de investidor, através dele você terá uma noção maior da sua tolerância aos riscos e qual dessas aplicações é mais adequada para o momento. Defina primeiro seus objetivos e prazos.

Uma ótima opção para quem está em dúvida em qual desses dois aplicar é fazer a aplicação em LCI/LCA, assim a pessoa estará aplicando nos dois investimentos e irá garantir  ótimos rendimentos, bem maiores do que os da poupança ou CDB.

Vale ressaltar que esses ativos financiam setores bem estratégicos da economia, então além de ganhar dinheiro em cima deles, você pode ajudar em seu desenvolvimento.

Quais são as vantagens e desvantagens?

Antes de fazer sua aplicação na Letra de Crédito do Agronegócio é necessário que você conheça quais são as vantagens e desvantagens desse investimento.

Vantagens

  • É isento de imposto de renda
  • É isento de IOF (Imposto sobre Operação Financeira)
  • O período mínimo de resgate é de apenas 90 dias
  • É garantido pelo FGC
  • Ótima rentabilidade
  • Auxilia no crescimento do Agronegócio
  • Investimento de baixo risco, ou seja, seguro.

Desvantagens

  • Possui valor mínimo de investimento
  • Rendimento é menor que o LCI
  • Não pode ser usado como garantia na Bolsa
  • Baixa liquidez

Aplicação mínima

Se você está pensando em fazer sua aplicação no LCA é importante que você saiba que existe um valor mínimo para fazer esse investimento que irá variar conforme o banco ou corretora que você vai escolher para fazer o investimento.

A maioria das instituições pede valores altos para aplicar em LCA, podendo ser acima de 5.000,00, 30.000,00 ou até mesmo 50.000,00 conforme a instituição escolhida. No entanto, ao fazer uma boa busca você poderá conseguir investir valores menores, pois mesmo sendo poucas, ainda existem algumas instituições que permitem aplicações de menor valor.

Custos e Tributação do investimento em LCA

Investir em LCA não gera nenhum tipo de custo. Ou seja, não há tributos e taxas para você se preocupar. O rendimento bruto é igual o líquido, assim os retornos vão diretamente para o seu bolso.

Como os setores imobiliários e do agronegócio são vistos como estratégicos, o governo promove a isenção de impostos.  Sendo essa uma forma de incentivar o crescimento de ambos setores.

Como funciona o resgate de títulos?

Na data de vencimento do contrato da aplicação, o investidor, no caso você, tem a possibilidade de resgatar o valor aplicado com seus rendimentos ou reinvestir o seu capital.

Se o resgate foi a opção escolhida, você receberá o valor investido acrescido do rendimento. Agora, se optar por reinvestir, você pode refazer o mesmo processo ou escolher outro produto.

Como já citamos acima, o prazo de carência costuma ser de 90 dias, assim sendo, o investidor só pode solicitar o resgate do montante investido dentro desse prazo. Caso queira retirar o dinheiro antes do prazo estabelecido, você estará sujeito à multas.

Como investir em LCA?

  1. Primeiramente abra sua conta, em uma investidora ou em um banco.
  2. Transfira o dinheiro a ser investido da sua conta para o da corretora ( caso opte por investir em corretoras)
  3. Simule o seu investimento para ter ideia do seu rendimento futuro no prazo estabelecido
  4. Invista seu dinheiro em LCA

Afinal, LCA vale mesmo a pena?

Se você está em dúvida se LCA vale mesmo a pena, saiba que existem vários fatores que devem ser analisados antes de você tomar a decisão se esse é o melhor investimento para você.

O LCA é um investimento protegido pelo FGC, Fundo de Garantia de Crédito, assim, após fazer a sua aplicação você estará protegido e receberá o valor aplicado caso haja algum problema com a instituição. No entanto, o valor máximo é de 250 mil, por isso, se o seu investimento for maior, o ideal é diversificar sua carteira.

Outro aspecto importante a considerar é a rentabilidade do rendimento, que é bastante satisfatória e com baixo risco.

Por isso, ao analisar as informações é possível dizer que vale a pena investir no LCA.

Ainda ficou alguma dúvida se LCA vale mesmo a pena? Pois então é só deixar um comentário que responderemos você a seguir!